Brasileiros em navio de cruzeiro na Itália são repatriados

42 turistas estavam no Costa Pacífica no porto de Civitavecchia

Além do Costa Pacífica, o Costa Smeralda também está no porto de Civitavecchia
Além do Costa Pacífica, o Costa Smeralda também está no porto de Civitavecchia (foto: ANSA)
16:24, 30 MarSÃO PAULO ZCC

(ANSA) - O Ministério das Relações Exteriores do Brasil anunciou nesta segunda-feira (30) que um grupo de brasileiros que estava a bordo de um cruzeiro da Costa Crociere, na Itália, em meio à pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), foi repatriado.

Os 42 passageiros do Costa Pacífica, que deveria ter ancorado em cidades da Espanha, estavam no porto de Civitavecchia, em Roma, desde o início de março.

A informação foi confirmada em uma publicação no Twitter do Itamaraty, que também revelou que, de Marselha até Gênova, o governo apoiou 168 brasileiros no navio.

Além disso, o Ministério das Relações Exteriores explicou que o Consulado do Brasil em Roma segue atento à situação de outros 387 brasileiros que manifestaram a intenção de retornar ao país.

Os casos de outros 10 brasileiros que estavam a bordo do MSC Splendida e de mais quatro cidadãos no Costa Luminosa também estão sendo acompanhados.

Segundo o comunicado na rede social, o Consulado brasileiro ainda continua prestando assistência a outros quatro brasileiros que permanecem em isolamento em um hotel em Roma e auxiliando um grupo de 13 pessoas que está em quarentena no cruzeiro Costa Victoria, no Porto de Civitavecchia.

A maioria dos brasileiros tem encontrado dificuldades para voltar ao seu país de origem devido às medidas restritivas e fechamento de aeroportos anunciadas em diversos países do mundo, incluindo a Itália, em decorrência da pandemia de Covid-19.

O Consulado brasileiro, inclusive, criou a iniciativa "Comunidade=Solidariedade=Esperança" com apoio da comunidade brasileira e da sociedade italiana, para ajudar os cidadãos do país. "O projeto já atendeu 144 brasileiros com dificuldades financeiras graves por meio de doações, entre eles um casal desempregado com gêmeos de cinco meses", escreveu o Itamaraty no Twitter. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA