Itália registra 120 mortes de médicos e enfermeiros por vírus

País contabiliza mais de 132 mil casos da doença

Segundo a Fnopi, quase sete mil enfermeiros foram infectados pela Covid-19
Segundo a Fnopi, quase sete mil enfermeiros foram infectados pela Covid-19 (foto: ANSA)
09:17, 07 AbrROMA ZRS

(ANSA) - A pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) provocou a morte de 120 médicos e enfermeiros na Itália, segundo dados divulgados nesta terça-feira (7) pela Federação Nacional da Ordem dos Profissionais de Enfermagem (Fnopi) e da Federação Nacional da Ordem dos Médicas (Fnomceo).

Desde o início da emergência da Covid-19, 26 enfermeiros morreram e 6.549 foram infectados pelo coronavírus, de acordo com a Fnopi. A federação ainda destacou que o setor é o que tem a maior quantidade de casos positivos entre os profissionais de saúde, com 52%.

Já segundo um relatório da Fnomceo, 94 médicos foram mortos por conta do vírus. Nas últimas 24 horas, a federação contabilizou cinco vítimas.

A associação dos maiores sindicatos dos médicos hospitalares Anaao-Assomed informou na semana passada que mais de 10 mil médicos, enfermeiros e operadores da saúde foram contaminados pelo coronavírus.

De acordo com a Defesa Civil da Itália, o país contabiliza 132.547 casos confirmados de coronavírus, além de 16.523 mortes.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA