Itália aprova aumento de déficit de 25 bilhões de euros

Conselho de Ministros está reunido na noite desta quarta(22)

Conselho de Ministros está reunido na noite desta quarta(22)
Conselho de Ministros está reunido na noite desta quarta(22) (foto: ANSA)
19:03, 22 JulROMA ZCC

(ANSA) - O Conselho de Ministros da Itália aprovou na noite desta quarta-feira (22) um novo aumento do déficit orçamentário de 25 bilhões de euros, informaram fontes oficiais.

Com isso, o déficit extra será submetido a votação no Parlamento italiano no próximo dia 29 de julho. 

O aumento da previsão de déficit fiscal no orçamento deste ano e uma possível extensão do estado de emergência no país em decorrência da pandemia do novo coronavírus Sars-CoV-2 estão entre os temas debatidos na reunião liderada pelo primeiro-ministro Giuseppe Conte.

Segundo fontes oficiais no Palazzo Chigi, sede do governo, o novo déficit servirá para financiar as medidas mais urgentes provocadas pela crise sanitária. O pedido de déficit adicional é o terceiro desde o início da pandemia, após os 20 bilhões de euros alocados com a Cura Itália e os 55 bilhões de euros do decreto de relançamento.

A quantia servirá, entre outras coisas, para permitir uma redução nos prazos fiscais de setembro para empresas afetadas pela Covid-19, alocar novos recursos para municípios e regiões, além de ser um incentivo para as companhias contratarem.

O Conselho de Ministros também examina a possível extensão do estado de emergência relacionado à emergência do novo coronavírus. A reunião ocorre após a histórica aprovação do fundo de recuperação de 750 bilhões de euros na União Europeia para socorrer Estados-membros afetados pela crise. A Itália é a principal beneficiária, recebendo 208,8 bilhões de euros, sendo 81,4 bilhões em subsídios e 127,4 bilhões em empréstimos. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA