Guarda Costeira da Itália socorre navio financiado por Banksy

"Louise Michel" resgatou 130 pessoas no Mar Mediterrâneo

Navio 'Louise Michel', financiado pro Banksy para operações no Mediterrâneo
Navio 'Louise Michel', financiado pro Banksy para operações no Mediterrâneo (foto: ANSA)
14:50, 29 AgoROMA ZLR

(ANSA) - A Guarda Costeira da Itália prestou assistência ao navio "Louise Michel", de bandeira alemã e financiado pelo artista de rua britânico Banksy, após a embarcação ter socorrido 130 pessoas no Mediterrâneo.

Dado o perigo da situação, 49 deslocados internacionais tidos como mais vulneráveis foram transferidos para um barco de patrulha enviado a partir da ilha italiana de Lampedusa.

O grupo inclui 32 mulheres, 13 crianças e quatro homens. Segundo o comando-geral da Capitania dos Portos da Itália, os 130 migrantes estavam em um bote inflável com "precárias condições de navegabilidade" na área de busca e socorro marítimo (SAR) de Malta.

A tripulação do "Louise Michel" ainda aguarda a indicação de um porto seguro para atracar e desembarcar os deslocados internacionais. A equipe do navio também recuperou um cadáver e diz que os resgatados relatam pelo menos outras três mortes durante a viagem.

O navio financiado por Banksy homenageia a anarquista francesa do século 19 Louise Michel e está em sua primeira missão no Mediterrâneo, palco de uma crise migratória há quase uma década.

De acordo com o projeto Missing Migrants, da Organização Internacional para as Migrações (OIM), cerca de 40 mil deslocados concluíram a travessia do Mediterrâneo em 2020, e outras 514 pessoas morreram ou desapareceram tentando. (ANSA) 

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA