Deputados italianos contraem novo coronavírus

Mais de 40 parlamentares da maioria estão em isolamento

A deputada e ex-ministra da Saúde Beatrice Lorenzin
A deputada e ex-ministra da Saúde Beatrice Lorenzin (foto: ANSA)
13:41, 06 OutROMA ZLR

(ANSA) - Após dois senadores terem testado positivo, o coronavírus Sars-CoV-2 chegou também à Câmara dos Deputados da Itália e infectou pelo menos dois integrantes da casa: a ex-ministra da Saúde Beatrice Lorenzin e o subsecretário do Ministério das Relações Exteriores, Ricardo Merlo.

"Após os primeiros sintomas, fiz imediatamente o exame, que confirmou a positividade para a Covid. Se até eu, que estou sempre de máscara, peguei, devo dizer que a Covid é uma besta horrível", disse a deputada Lorenzin à ANSA nesta segunda-feira (5).

Já Merlo afirmou que "provavelmente" foi contaminado por seu motorista. "Ele teve febre, e depois foi minha vez", declarou, acrescentando que sua filha de oito anos também testou positivo. "Eu sempre uso máscara no carro, mas o automóvel é pequeno", disse.

Lorenzin e Merlo integram, respectivamente, as comissões de Orçamento e Relações Exteriores da Câmara, que tiveram seus trabalhos suspensos. Os dois deputados também fazem parte da base aliada do primeiro-ministro Giuseppe Conte.

Atualmente, pelo menos 41 deputados da maioria estão em isolamento, ainda que tenham testado negativo para o novo coronavírus. As sessões em plenário no Parlamento prosseguem normalmente. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA