Mattarella concede medalha em memória de jovem negro assassinado

Willy Monteiro foi espancado até a morte ao tentar apartar briga

Willy Monteiro foi espancado até a morte ao tentar apartar briga
Willy Monteiro foi espancado até a morte ao tentar apartar briga (foto: ANSA)
19:51, 07 OutROMA ZCC

(ANSA) - O presidente da Itália, Sergio Mattarella, assinou nesta quarta-feira (7) um decreto que concede uma medalha de ouro de valor cívico em memória de Willy Monteiro Duarte, jovem negro de 21 anos espancado até a morte ao tentar apartar uma briga.

A homenagem, proposta pelo Ministério do Interior do país europeu, foi revelada em uma nota do Palácio do Quirinal, sede da presidência.

Para o governo italiano a decisão foi tomada devido ao "excepcional entusiasmo altruísta e extraordinária determinação" do jovem, que deu "provas de sensibilidade e atenção às necessidades dos outros", principalmente por intervir "em defesa de um amigo em dificuldade, procurando favorecer a solução pacífica de uma discussão acalorada".

"Enquanto fazia o seu melhor nessa ação louvável de elevado valos cívico, foi agredido por alguns sujeitos que começaram a se enfurecer repetidamente contra ele com uma violência sem precedentes e continuaram a espancá-lo mesmo quando caiu no chão sem os sentidos, a ponto de o fazer perder tragicamente a vida", escreveu Mattarella nos motivos da atribuição da honraria.

Segundo o presidente italiano, Willy é "um exemplo brilhante também para as novas gerações de generosidade, altruísmo, coragem e senso cívico incomum, levado ao extremo sacrifício".

Willy, de 21 anos, morreu enquanto era transferido para um hospital após ter sido espancado durante uma briga em Colleferro, cidade situada nos arredores de Roma. O episódio ocorreu entre 5 e 6 de setembro, e quatro italianos de 22 a 26 anos de idade foram presos por seu suposto envolvimento no crime, que gerou consternação em toda a Itália.

Mattarella concedeu também a medalha de ouro pelo mérito civil em memória de dom Roberto Malgesini, padre de 51 anos de idade morto no dia 15 de setembro, após ser esfaqueado por um morador de rua em uma praça na cidade de Como, no norte do país. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA