Pandemia deve cancelar tradicionais mercados de Natal na Itália

Feiras atraem anualmente milhares de turistas para a região

Prefeitos afirmam que será impossível cumprir as medidas de isolamento
Prefeitos afirmam que será impossível cumprir as medidas de isolamento (foto: Divulgação/Ortisei )
10:13, 20 OutTRENTO ZRS

(ANSA) - As cidades da região de Trentino-Alto Ádige, no norte da Itália, devem cancelar os tradicionais mercados natalinos em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

As feiras, que acontecem em muitos municípios italianos, por menores que sejam, comercializam peças de artesanato, presentes e produtos típicos de cada região. Além disso, os mercados atraem diversos turistas.

O prefeito da cidade Trento, Franco Ianeselli, afirmou que a famosa feira natalina da capital de Trentino-Alto Ádige não deverá acontecer em 2020.

"Diante da situação de contágios, consideramos que os mercados não deverão ser realizados, no momento tudo caminha nessa direção. Entretanto, ainda estamos interessados no Natal em comunidade, então poderíamos pensar em outras formas. Até o momento, parece improvável que as feiras possam ser mantidas", declarou Ianeselli.

Os organizadores das feiras natalinas afirmam que é impossível respeitar as medidas de segurança estabelecidas pelo governo italiano.

Já Renzo Caramaschi, prefeito de Bolzano, declarou que "será difícil" realizar o mercado de Natal.

"É tudo muito complicado, não são permitidos consumir alimentos e bebidas longe das mesas e é difícil controlar a distância e a quantidade de pessoas", disse o prefeito.

Caramaschi também confirmou que será realizado na próxima semana uma reunião entre os prefeitos das cidades de Trentino-Alto Ádige com o governador da região, Arno Kompatscher, para decidir o futuro dos mercados natalinos. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA