Itália bate novo recorde de casos de coronavírus em 24h

Lombardia após governo decretar um toque de recolher (foto: ANSA)
08:53, 23 OutSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - A Itália registrou nesta quinta-feira (22) um novo recorde de casos do coronavírus Sars-CoV-2 em 24 horas e o maior número de mortes para um único dia em cinco meses.

O boletim atualizado do Ministério da Saúde contabiliza 16.079 diagnósticos positivos e 136 óbitos nesta quinta, elevando o total de contágios e vítimas para 465.726 e 36.968, respectivamente. Na última quarta (21), haviam sido registrados 15.199 casos e 127 óbitos.

A Itália não tinha tantos mortos por Covid-19 em um único dia desde 21 de maio, quando foram contabilizadas 156 vítimas. Na época, o país havia acabado de sair de mais de dois meses de lockdown.

O Ministério da Saúde ainda soma 259.456 pacientes curados e 169.302 casos ativos, maior número desde o início da pandemia. Desse total, 992 pessoas estão internadas em UTIs, cifra que não era vista desde o início de maio, antes do fim da quarentena.

 

Para conter a escalada da curva epidemiológica, as três maiores regiões do país - Lombardia, Lazio e Campânia, que reúnem um terço da população nacional - decretaram toque de recolher noturno, permitindo apenas deslocamentos urgentes ou por motivos de trabalho entre 23h (ou meia-noite, no caso do Lazio) e 5h.

O primeiro-ministro Giuseppe Conte descarta impor um novo lockdown nacional, mas se disse pronto a adotar medidas regionalizadas. "A Itália está hoje em uma situação bem diferente em relação a março, ainda que o cenário atual esteja se revelando muito crítico", afirmou o premiê em audiência na Câmara dos Deputados nesta quinta-feira.

"Estamos prontos para intervir novamente se for necessário", acrescentou. No início da semana, Conte aprovou um decreto que restringe o horário de funcionamento de bares e restaurantes para combater as aglomerações noturnas que ajudaram a catalisar a segunda onda da pandemia. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA