Presidente e premiê da Itália parabenizam Biden por vitória

Mattarella e Conte se manifestaram formalmente

Mattarella e Conte parabenizaram Joe Biden
Mattarella e Conte parabenizaram Joe Biden (foto: )
15:31, 07 NovROMA ZGT

(ANSA) - O presidente da Itália, Sergio Mattarella, se expressou de maneira formal e parabenizou o democrata Joe Biden por sua eleição como o 46º presidente dos Estados Unidos neste sábado (7).

"Desejo exprimir, em nome da República italiana e em meu nome pessoalmente, as mais calorosas congratulações pela sua eleição à Presidência dos Estados Unidos da América. O povo americano confiou a você, depois de um confronto que viu uma extraordinária participação, o mandato para guiar os Estados Unidos em um momento dramaticamente complexo para o inteiro planeta", escreveu em nota oficial.

Mattarella ainda afirmou que a "comunidade internacional tem a necessidade da contribuição estadunidense, há muito tempo protagonista na construção das regras do multilateralismo, para enfrentar uma crise sem precedentes que está colocando em perigo a saúde, a vida e o futuro de milhões de pessoas", referindo-se à pandemia de Covid-19.

Quem também se manifestou foi o premiê Giuseppe Conte, através de sua conta no Twitter.

"Parabéns ao povo americano e as suas instituições por uma notável participação de vitalidade democrática. Nós estamos prontos para trabalhar com o presidente eleito Joe Biden e fazer a nossa relação transatlântica mais forte. Os EUA podem contar com a Itália como um sólido aliado e um parceiro estratégico", escreveu o primeiro-ministro. 

Pouco antes dos chefes de Estado e de governo, respectivamente, se manifestarem, o ministro das Relações Exteriores da Itália, Luigi Di Maio, havia usado as redes sociais para parabenizar o novo presidente Biden.

"Parabéns ao presidente eleito Joe Biden. A amizade entre Itália e Estados Unidos tem raízes profundas e históricas. Pronto a continuar a trabalhar para reforçar as nossas relações na defesa da paz e da liberdade", escreveu.

Quem também se manifestou foi o ministro para Assuntos Europeus, Enzo Amendola. "Unidos! Joe Biden será um ótimo presidente para unir o país e dar início a uma nova temporada para os progressistas de todo o mundo. Porque os EUA são muito mais do que aliados para a Itália e para a Europa", postou em sua conta.

Durante todo o processo eleitoral, o governo italiano se manteve distante da disputa eleitoral entre Biden e o atual mandatário, Donald Trump - mesmo que o republicano tenha feito, por mais de uma vez, a imposições de taxas mais severas para produtos italianos.

Com exceção do líder do partido Liga, de extrema-direita, Matteo Salvini, que declarou apoio explícito ao republicano, não houve manifestações de apoio público a nenhum dos dois candidatos. (ANSA).

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA