Fiéis terão que mostrar certificação em missas de Natal na Itália

Além disso, eles devem escolher a igreja mais próxima de casa

Decisão foi anunciada por Conferência Episcopal Italiana
Decisão foi anunciada por Conferência Episcopal Italiana (foto: ANSA)
15:48, 19 DezROMA ZCC

(ANSA) - A Conferência Episcopal Italiana (CEI) anunciou neste sábado (19) que os fiéis terão que apresentar uma autocertificação de deslocamento nas igrejas próximas de suas residências para participarem das missas durante o período das festas de Natal e Ano Novo, quando as regiões da Itália estarão classificadas como "zona vermelha" de risco de transmissão do novo coronavírus Sars-CoV-2.

No novo regulamento, de acordo com o decreto do governo nacional, "não há alterações quanto às visitas aos locais de culto e às celebrações: ambas são sempre permitidas, em condições de segurança e no pleno cumprimento" das normas.

A CEI ainda informa que, "durante os dias da zona vermelha, os fiéis são aconselhados a ter um modelo de autodeclaração para agilizar as operações de controle".

Os bispos recordam também a circular divulgada pelo Ministério do Interior, em 7 de novembro, que especifica que os lugares de culto onde se pode ir "devem ser razoavelmente identificados entre os mais próximos" da casa do fiel.

Além disso, a Conferência Episcopal Italiana (CEI) já garantiu que as missas de Natal respeitarão os horários do toque de recolher. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA