Região italiana registra mais de 40 casos de cepa brasileira

Por conta da variante, diversos países suspenderam voos do Brasil

Anúncio foi feito pelas autoridades sanitárias da Úmbria
Anúncio foi feito pelas autoridades sanitárias da Úmbria (foto: ANSA)
20:07, 18 FevPERUGIA ZCC

(ANSA) - A região da Úmbria, no centro da Itália, anunciou nesta quinta-feira (18) que foram identificados mais 41 casos da variante brasileira do novo coronavírus Sars-CoV-2.

Os dados foram divulgados após o governo regional receber os primeiros resultados do estudo de prevalência realizado pelo Instituto Superior de Saúde (ISS).

Entre as primeiras 77 amostras coletadas e analisadas, 41 têm perfil genético idêntico ao da mutação brasileira e 22 iguais a cepa britânica.

Segundo as autoridades sanitárias, as cepas do coronavírus - brasileira e britânica - "circulam amplamente por todo o território da Úmbria".

Os resultados confirmam as análises feitas pelo laboratório de referência da úmbria, pelo Núcleo Epidemiológico e pela Comissão Técnica-Científica.

Por conta da propagação da variante, diversos países, como a própria Itália, Alemanha, Reino Unido e Portugal, já suspenderam voos e proibiram a entrada de viajantes provenientes do Brasil.

Além disso, a empresa italiana chamada Takis começou a desenvolver uma vacina específica para a cepa brasileira, que teria surgido em Manaus (AM) e seria mais contagiosa que o Sars-CoV-2 original. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA