Presidente da Itália visita centro de vacinação em Roma

Mattarella conversou com profissionais e agradeceu trabalho

Mattarella visitou centro de vacinação ao lado do governador Zingaretti (foto: EPA)
10:39, 06 MarROMA ZGT

(ANSA) - O presidente da Itália, Sergio Mattarella, visitou neste sábado (6) um centro de vacinação anti-Covid montado em Roma e conheceu todo o processo de imunização que está sendo aplicado no local, que fica em um centro de convenções chamado Nuvola di Fuskas no bairro de EUR.

Mattarella estava acompanhado do governador de Lazio, Nicola Zingaretti, onde a capital italiana está localizada, e conheceu as salas de espera, de triagem, de aplicação dos imunizantes, de repouso pós-aplicação e de entrega do comprovante da vacina.

Durante sua visita, que durou cerca de meia hora, Mattarella foi aplaudido por diversas vezes pelos funcionários e pelas pessoas que estavam sendo imunizadas. O presidente retribuiu agradecendo o trabalho de todos e a adesão dos cidadãos à campanha. "Vamos nos manter firmes e nós venceremos", disse ainda.

"Hoje acolhemos o presidente Mattarella no Nuvola di Fuskas, que abriga um dos maiores centros de aplicação de vacinas anti-Covid na Itália. Eu o agradeço por esse ato de sensibilidade e proximidade com os trabalhadores e trabalhadoras da saúde de Lazio, que estão empenhados na maior campanha vacinal nesse local símbolo da Itália, onde podemos chegar a quatro mil aplicações por dia. Com os outros centros de vacinação, é uma verdadeira fábrica de esperanças", disse Zingaretti.

Na tarde deste sábado, o governador ainda inaugurará, ao lado do ministro da Saúde, Roberto Speranza, um novo ponto de vacinação na estação Termini da capital italiana.

Até às 14h de hoje (hora local), a Itália já aplicou pouco mais de 5,1 milhões de doses das três vacinas contra o coronavírus Sars-CoV-2 usadas no país - AstraZeneca/Oxford, Pfizer/BioNTech e Moderna. Ainda conforme dados do Ministério da Saúde, quase 1,6 milhão de pessoas já receberam as duas doses necessárias. A região de Lazio já aplicou 508.330 das 630.350 doses recebidas das vacinas.

O país é um dos mais afetados do mundo pela pandemia de Covid-19, com mais de três milhões de casos confirmados da doença (o oitavo no mundo a superar a marca) e tem 99.271 mortes contabilizadas - o sexto em números totais. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA