Presidente da Itália homenageia jovens por ações 'de esperança'

28 crianças e adolescentes receberão atestado de honra

O presidente da Itália, Sergio Mattarella
O presidente da Itália, Sergio Mattarella (foto: EPA)
10:37, 11 MarROMA ZLR

(ANSA) - O presidente da Itália, Sergio Mattarella, anunciou nesta quinta-feira (11) uma homenagem a 28 crianças e adolescentes que se distinguiram por suas "ações corajosas e solidárias" em 2020.

Os jovens receberão o atestado de honra de "Porta-Bandeira da República" e, segundo comunicado da Presidência da República, representam "o futuro e a esperança em um ano que ficará na histórica pelos trágicos eventos ligados à pandemia".

Os homenageados têm entre nove e 18 anos de idade, sendo 12 meninas e 16 meninos. A mais nova, Silvia Artuso, receberá o atestado de honra por ter feito uma série de vídeos de leituras de seus livros preferidos durante o lockdown do início de 2020.

"Seu empenho e sua constância se tornaram exemplo e encorajamento em momentos dramáticos para a comunidade civil", diz a Presidência.

Já Davide Paladini, de 11 anos, foi lembrado por ter ajudado um colega de escola com "sérios problemas de inserção", enquanto Elena Mora, 13, teve reconhecidas as suas qualidades como escritora, culminando no lançamento de seu primeiro romance, "La stella in più" ("A estrela a mais", em tradução livre), que conta a história de uma adolescente que luta contra as injustiças do nazismo na Alemanha.

Mattarella também homenageou jovens que fizeram atividades de voluntariado, especialmente durante o lockdown, que promoveram a literatura e outras atividades culturais e até um adolescente de 17 anos, Andrea Lo Guzzo, que ajudou a polícia a encontrar um homem que havia atropelado um menino.

Além disso, o presidente da República vai entregar atestados de honra por ações coletivas para o projeto PC4U.Tech, que contribuiu para reduzir o abismo digital na Itália; para o Instituto Casanova, de Nápoles, por reformar carteiras de escolas para adaptá-las aos protocolos anti-Covid; e para o Instituto Técnico Galileu Galilei, de Bolzano, que criou sua própria versão de álcool gel para colégios. (ANSA)  

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA