Itália institui data em memória de vítimas da Covid-19

A ocasião acontecerá sempre em 18 de março

Bandeiras a meio-mastro no Altar da Pátria, em Roma, em homenagem a vítimas da Covid-19, em 31 de março de 2020
Bandeiras a meio-mastro no Altar da Pátria, em Roma, em homenagem a vítimas da Covid-19, em 31 de março de 2020 (foto: ANSA)
12:45, 17 MarROMA ZLR

(ANSA) - O Parlamento da Itália aprovou nesta quarta-feira (17), de forma definitiva, um projeto de lei que institui em 18 de março um dia nacional em memória das vítimas da pandemia do novo coronavírus.

A última chancela ao texto foi dada de forma unânime pelos integrantes da Comissão de Constituição do Senado, e o projeto segue agora para sanção do presidente da República, Sergio Mattarella.

No dia 18 de março de 2020, a Itália viu uma das imagens mais marcantes da pandemia no país: a fila de caminhões do Exército para transportar corpos de vítimas em Bergamo, um dos epicentros da crise, para crematórios e cemitérios de outras regiões.

O "Dia Nacional em Memória de Todas as Vítimas da Epidemia de Coronavírus" prevê a realização de um minuto de silêncio para lembrar os mortos por Covid, enquanto as emissoras públicas de rádio e televisão terão de dar "espaços adequados" à cobertura da data.

Até o momento, o novo coronavírus já infectou quase 3,3 milhões de pessoas e deixou mais de 103 mil mortos na Itália. O país, segundo a Universidade Johns Hopkins, tem a oitava maior taxa de mortalidade no mundo, com 170 óbitos para cada 100 mil habitantes. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA