Itália quer acelerar campanha e aplicar 500 mil vacinas por dia

Ministro da Saúde falou em dobrar número atual de aplicações

Itália quer dobrar quantidade de doses de vacinas aplicadas diariamente
Itália quer dobrar quantidade de doses de vacinas aplicadas diariamente (foto: ANSA)
09:30, 27 MarROMA ZGT

(ANSA) - O ministro da Saúde da Itália, Roberto Speranza, afirmou que a meta do governo é vacinar 500 mil pessoas por dia contra a Covid-19 porque a campanha de imunização é "a prioridade" do país neste momento.

A fala de Speranza ocorreu neste sábado (27) após uma visita à sede dos carabineiros do Núcleo de Tutela de Saúde (NAS) de Latina. Os policiais tiveram bastante destaque na Itália nesta semana ao descobrirem cerca de 29 milhões de doses de vacinas estocadas em uma fábrica da Catalent, que produz a vacina da AstraZeneca. Parte dos lotes está sendo investigado e dois foram enviados para a Bélgica para distribuição.

"Nessa manhã, agradeci aos carabineiros NAS que, nos últimos dias, interviram rapidamente com controles em estoques de vacinas. A campanha vacinal é a prioridade do país. Estamos em 250 mil aplicações em 24 horas e precisamos nos esforçar para chegar ao meio milhão de administrações. Trabalhando juntos, nós conseguiremos", disse ainda.

Na sexta-feira (26), a Itália passou da marca de 10% de sua população que recebeu ao menos uma dose das três vacinas usadas no país (Pfizer/BioNTech, Moderna e Oxford/AstraZeneca).

Porém, dados do próprio Ministério da Saúde mostram que só 23,52% dos idosos com mais de 80 anos já receberam as duas doses. Quando considerada apenas a primeira dose, o número sobe para 48,74%. Essa é uma das faixas etárias mais atingidas pelo coronavírus Sars-CoV-2 e a que apresenta maior letalidade na Itália.

Outro dado preocupante é que oito das 20 regiões e províncias autônomas do país vacinaram menos de 20% dos idosos com mais de 80 anos com as duas doses. Sardenha (6,32%), Toscana (10,47%) e Calábria (13,03%) são as que têm os piores índices. No entanto, mesmos nas com melhores números - Basilicata (34,88%) e Emília-Romagna (30,18%) - eles ainda estão baixos.

Conforme o portal do Ministério da Saúde, foram ministradas pouco mais de nove milhões de doses no país desde 27 de dezembro, sendo que 2.862.386 pessoas já estão completamente imunizadas.

A Itália é um dos países mais afetados do mundo na pandemia, com mais de 3,4 milhões de casos confirmados de Covid-19 e mais de 107,2 mil mortes. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA