Lula sabia que Battisti era terrorista e era cúmplice, diz Tajani

Petista pediu desculpas à Itália por conceder asilo ao terrorista

Petista pediu desculpas à Itália por conceder asilo ao terrorista
Petista pediu desculpas à Itália por conceder asilo ao terrorista (foto: ANSA)
12:57, 12 AbrROMA ZCC

(ANSA) - O italiano Antonio Tajani, vice-presidente do Força Itália (FI), partido de Silvio Berlusconi, acusou o ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva de ser "cúmplice" de Cesare Battisti, condenado à prisão perpétua por quatro homicídios.

Durante entrevista ao telejornal Tg4, o político conservador disse que o petista, que pediu desculpas à Itália por ter concedido asilo ao criminoso em 2010, sabia que Battisti era terrorista.

"As desculpas de Lula são bem-vindas, mas Lula sabia quem era Battisti, um terrorista, por isso havia cumplicidade da parte de Lula", afirmou Tajani.

Na última sexta-feira (9), Lula foi entrevistado pelo programa Tg2 Post, na TV italiana, e se desculpou com o governo e a população por não ter extraditado Battisti.

Na ocasião, o ex-presidente brasileiro disse que acreditava na inocência do terrorista, mas sabe que errou. "Desculpa é uma palavra muito simples mas só quem tem caráter a usa. Peço desculpas", afirmou.

Em referência as acusações contra a França por dar abrigo a "terroristas" foragidos da Justiça, o vice-presidente do FI ainda lembrou que o governo francês sempre defendeu aqueles acusados de crimes de opinião, mas há uma grande diferença entre as opiniões e o terrorismo comunista".

"Espero que a França garanta a extradição dessas pessoas", finalizou. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA