Itália relaxa regras em 6 regiões e planeja reaberturas

Parcela da população sob lockdown diminuiu de 60% para 20%

Salões de beleza reabriram as portas em Milão, norte da Itália
Salões de beleza reabriram as portas em Milão, norte da Itália (foto: ANSA)
08:32, 12 AbrROMA ZLR

(ANSA) - A melhora dos indicadores da pandemia do novo coronavírus na Itália fez o país iniciar nesta segunda-feira (12) mais uma etapa do relaxamento das regras sanitárias de contenção da Covid-19.

Após decisão formalizada na última sexta (9) pelo Ministério da Saúde, seis regiões que estavam em lockdown progrediram nesta segunda para a faixa laranja: Calábria, Emilia-Romagna, Friuli Veneza Giulia, Lombardia, Piemonte e Toscana.

Ao contrário da fase vermelha, esse regime permite deslocamentos dentro do próprio município e a reabertura do comércio não essencial. Viagens inter-regionais seguem proibidas em todo o país, enquanto continua em vigor um toque de recolher noturno das 22h às 5h em âmbito nacional.

Por outro lado, a Sardenha regrediu da faixa laranja para a vermelha, se juntando a Campânia, Puglia e Vale de Aosta. Com isso, quatro regiões estão agora em regime de lockdown, englobando 20% da população nacional, contra os 60% da semana passada.

Além disso, mais 1 milhão de alunos voltaram a ter aulas presenciais nesta segunda, totalizando agora 6,6 milhões de estudantes indo às escolas, o que significa quase 80% do sistema público de ensino da Itália.

Com isso, as aulas presenciais agora contemplam 100% dos alunos das escolas infantis e do equivalente italiano ao ensino fundamental I; 87% do ensino fundamental II; e 38% do ensino médio.

Ainda assim, o governo de Mario Draghi vem sendo pressionado por sua própria coalizão a acelerar as reaberturas. "É preciso abrir já amanhã onde a situação sanitária estiver controlada", disse o senador de extrema direita e ex-ministro do Interior Matteo Salvini.

Já o também senador e ex-premiê Matteo Renzi, de centro, afirmou no fim de semana que espera a revogação do toque de recolher como um "gesto simbólico" por parte do governo. A média semanal de novos casos de coronavírus na Itália vem caindo de forma consistente há quase um mês e atingiu no último domingo (11) o menor valor desde 24 de fevereiro.

Por outro lado, o país ainda registra média de 460 mortes por dia. Até o momento, a Itália soma quase 3,8 milhões de pessoas já infectadas e pelo menos 114.254 óbitos na pandemia. (ANSA)

 

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA