Novo protesto contra regras anti-Covid tem confusão na Itália

Ato em Roma foi organizado pelo coletivo 'Io Apro'

Ato em Roma foi organizado pelo coletivo 'Io Apro' (foto: ANSA)
18:35, 12 AbrROMA ZCC

(ANSA) - Um novo protesto de empresários e comerciantes contra as medidas restritivas para conter a pandemia de Covid-19 realizado no centro de Roma, na Itália, terminou mais uma vez em confusão nesta segunda-feira (12).

A manifestação foi convocada pelo coletivo "Io Apro", que reúne hoteleiros, autônomos e trabalhadores do setor esportivo e cultural afetados pelo fechamento há meses devido à emergência sanitária.

Além disso, o ato contou com a presença de militantes do grupo neofascista Casa Pound, incluindo o líder Luca Marsella, que enfrentou a polícia com a máscara facial abaixada.

Pelo menos 500 pessoas se reuniram no centro histórico de Roma, onde foram registrados diversos momentos de tensão, em particular na piazza del Popolo, na piazza San Silvestro e na via del Corso.

Os manifestantes tinham como objetivo prosseguir até piazza de Montecitorio, onde fica a sede da Câmara dos Deputados e o Palazzo Chigi, sede da presidência. No entanto, a polícia italiana bloqueou o avanço tendo em vista que o protesto não recebeu autorização.

"Eles fizeram de tudo para nos bloquear, não vamos parar até que todas as atividades estejam abertas", disse Momi El Hawi, dono de restaurante toscano, um dos líderes do movimento.

Com as áreas do centro da capital italiana bloqueadas, foram registrados confrontos entre o grupo e as autoridades. Bombas de fumaça, garrafas de vidro e fogos de artifícios foram lançados durante a tensão. Uma pessoa ficou ferida.

"Não somos criminosos, mas pacíficos. Só estamos aqui para dizer que queremos trabalhar, é nosso direito", diziam os trabalhadores.

Para o ministro de Assuntos Regionais da Itália, Francesco Boccia, "não é com violência que hoje se socorre quem está em dificuldade: queremos reabrir com rapidez, segurança e concretamente quem teve que fechar para proteger a saúde de todos".

A partir desta segunda, a Itália relaxou medidas anti-Covid em seis regiões - Calábria, Emilia-Romagna, Friuli Veneza Giulia, Lombardia, Piemonte e Toscana - e já planeja reaberturas tendo em vista a melhora dos indicadores epidemiológicos da pandemia.  (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA