Itália registra 15,3 mil casos e 310 vítimas de Covid-19

Números continuam em queda lenta, mas constante

Itália mantém queda constante, mas lenta de casos e mortes
Itália mantém queda constante, mas lenta de casos e mortes (foto: ANSA)
13:08, 17 AbrROMA ZGT

(ANSA) - A Itália registrou nas últimas 24 horas mais 310 mortes e 15.370 casos confirmados de Covid-19, informou o Ministério da Saúde neste sábado (17). Com isso, são 116.676 e 3.857.443 os óbitos e contágios, respectivamente, confirmados desde o início da crise sanitária em 2020.

Os dados apontam para a queda lenta, mas constante dos números italianos. A média móvel dos últimos sete dias para as contaminações está em 14.777 (contra 15.091 no dia 16) e a de falecimentos está em 393 (eram 398 ontem).

Outro dado positivo é a quantidade de casos ativos - que desconsideram mortes e curas - que está em 505.308, com uma queda de 1.430 na comparação com a sexta. O número é o menor desde 10 de março.

A quantidade de testes realizados foi semelhante a do dia anterior e ficou em 331.734, incluindo os RT-PCR e os rápidos com antígeno. A taxa de positividade está em 4,6%.

Mais um dado positivo é a queda no número de internações tanto nas unidades de terapia intensiva (UTIs), que foi de -26, e de hospitalizações em geral (-643). Ao todo, são 477.868 pessoas em isolamento domiciliar, 3.340 internados em UTIs e 24.100 hospitalizados nos demais departamentos médicos.

Os considerados recuperados do coronavírus Sars-CoV-2 somaram 16.484 nas últimas 24 horas, totalizando 3.235.459 curados.

Por conta dos números controlados e da pressão de grupos políticos de base, o governo italiano irá afrouxar grande parte das regras sanitárias a partir de 26 de abril.

As principais são as reaberturas de bares e restaurantes, inclusive de noite, para atendimento ao ar livre, e de teatros, cinemas e museus. (ANSA).


   

 

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA