Itália recomenda vacina da Janssen para maiores de 60 anos

Decisão foi tomada após EMA liberar uso irrestrito do imunizante

Decisão foi tomada após EMA liberar uso irrestrito do imunizante
Decisão foi tomada após EMA liberar uso irrestrito do imunizante (foto: EPA)
16:10, 20 AbrROMA ZCC

(ANSA) - As autoridades sanitárias da Itália recomendaram nesta terça-feira (20) o uso da vacina anti-Covid da Janssen, braço da Johnson & Johnson, apenas para idosos maiores de 60 anos de idade.

A orientação foi divulgada pelo Ministério da Saúde da Itália e pela Agência Italiana de Medicamentos (AIfa) após a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) reconhecer a "possível ligação" entre o imunizante e os eventos "muito raros" de trombose cerebral e coágulos registrados em oito recém-vacinados nos Estados Unidos.

Apesar disso, o comitê de segurança do órgão (Prac) afirmou que, por conta dos benefícios superarem os riscos, não há nenhuma recomendação de restrição na aplicação da vacina.

"Como esperado, a EMA e a FDA trocaram informações aprofundadas sobre a Johnson & Johnson e concluíram que os raros casos de trombose estão no limite da avaliação, senão desprezíveis", afirmou Nicola Magrini, diretor da Aifa.

Segundo o executivo italiano, "a vacina é para todos e a Itália a coloca na faixa dos idosos, onde os benefícios são certamente maiores do que os riscos".

A decisão divulgada pela Itália é a mesma tomada para a utilização da vacina contra o novo coronavírus Sars-CoV-2 desenvolvida pela Universidade de Oxford e da AstraZeneca, uma vez que casos raros de trombose também foram relatados em indivíduos que receberam o fármaco.

A aprovação do uso do imunizante de dose única da Janssen pode ser considerada um impulso para a campanha de vacinação no território italiano, onde as primeiras 184 mil ampolas da empresa chegaram e foram armazenadas por vários dias.

O comissário para a emergência sanitária na Itália, Francesco Figliuolo, pediu, inclusive, para todas as regiões do país vacinarem os idosos acima de 60 anos e cidadãos frágeis "em uma proporção que garanta sua segurança". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA