Província italiana vai liberar restaurantes e museus para vacinados

Bolzano vai testar "CoronaPass" a partir da semana que vem

Praça em Bolzano, capital da província homônima, que vai permitir apenas clientes vacinados ou com teste negativo em espaços fechados de restaurantes
Praça em Bolzano, capital da província homônima, que vai permitir apenas clientes vacinados ou com teste negativo em espaços fechados de restaurantes (foto: ANSA)
14:00, 23 AbrBOLZANO ZLR

(ANSA) - A província autônoma de Bolzano, no extremo-norte da Itália, será a primeira unidade administrativa do país a testar um sistema de "passe livre" em determinados locais para pessoas imunizadas contra a Covid-19.

A iniciativa se chama "CoronaPass" e vai entrar em vigor na próxima segunda-feira (26), data da reabertura de bares e restaurantes na Itália.

O governo do premiê Mario Draghi autorizou apenas o atendimento em mesas ao ar livre, porém a província de Bolzano decidiu dar um passo além e permitir clientes em espaços fechados.

No entanto, os salões de bares e restaurantes só poderão receber clientes que apresentarem comprovante de vacinação contra a Covid-19, de cura da doença ou teste negativo. O "CoronaPass" funcionará tanto em papel como, a partir de 5 de maio, por meio de um código QR em smartphones e também dará acesso a cinemas, teatros e museus.

"A política pode apenas indicar as diretrizes, agora cabe aos cidadãos respeitar as regras, se vacinar e se testar", declarou o governador de Bolzano, Arno Kompatscher. Atualmente, as cidades da província dispõem de 400 mil testes PCR gratuitos para a população.

Com pouco mais de 530 mil habitantes, Bolzano tem 613 casos ativos do Sars-CoV-2, sendo apenas 11 em terapia intensiva. De acordo com o último boletim do Ministério da Saúde, a província já registrou 70.665 contágios e 1.158 mortes na pandemia, enquanto a Itália inteira soma quase 4 milhões de casos e cerca de 118 mil óbitos.

O governo italiano também estuda a criação de um passe sanitário para vacinados em âmbito nacional. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA