Itália prorroga medidas restritivas para viajantes do Brasil

Por outro lado, regras são flexibilizadas para UE e Reino Unido

Itália flexibilizou regras para países da UE, Reino Unido e Israel e ampliou os voos 'Covid-tested'
Itália flexibilizou regras para países da UE, Reino Unido e Israel e ampliou os voos 'Covid-tested' (foto: ANSA)
07:51, 14 MaiROMA ZGT

(ANSA) - O ministro da Saúde da Itália, Roberto Speranza, firmou nesta sexta-feira (14) um decreto em que prorroga as medidas restritivas para viajantes que tenham estado no Brasil.

Atualmente, o país só permite a entrada de quem têm residência fixa na Itália. Ou ainda de quem têm cônjuges ou filhos nessa mesma condição. Todos precisam cumprir quarentena de 14 dias e apresentar três testes negativos para a Covid-19: no embarque, na chegada (ou até 48 horas depois) e após o período da quarentena.

O decreto publicado confirma ainda a primeira flexibilização para a chegada de estrangeiros no país em vista do período das férias do verão europeu. A partir de 16 de maio, a entrada de pessoas que morem nos países da União Europeia ou que fazem parte da área de Schengen, do Reino Unido e de Israel será liberada mediante teste negativo para o coronavírus Sars-CoV-2 e sem a necessidade de quarentena.

Além disso, serão ampliados os voos "Covid-tested", ou seja, com passageiros negativos para a Covid-19 ou que tenham completado o ciclo de vacinação de outras nações, como Canadá, Japão, Emirados Árabes Unidos e Estados Unidos. Todas as regras já entram em vigor no próximo domingo.

A Itália está tomando diversas iniciativas para tentar injetar dinheiro no setor do turismo e de serviços, duramente afetados pela pandemia desde o ano passado, porque conseguiu controlar a terceira onda de casos da crise sanitária. (ANSA).

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA