'Marco zero' de pandemia na Itália fecha ala hospitalar de Covid

Equipe que trabalhava na ala de Covid do Hospital de Codogno
Equipe que trabalhava na ala de Covid do Hospital de Codogno (foto: ANSA)
14:16, 04 JunCODOGNO ZLR

(ANSA) - Marco zero da pandemia na Itália, a cidade de Codogno comemorou nesta sexta-feira (4) o fechamento da ala de Covid-19 no hospital municipal, após mais de um ano e três meses de luta contra a crise sanitária.

O último paciente internado com o novo coronavírus recebeu alta nesta sexta, encerrando - ao menos provisoriamente - um capítulo que marcou a história dessa pequena cidade de 16 mil habitantes.

"É um dia que vivo com profunda emoção", disse Francesco Tursi, diretor de pneumologia e da ala de Covid do Hospital de Codogno.

Em fevereiro de 2020, esse mesmo centro de saúde registrou o primeiro caso de transmissão interna do novo coronavírus na Itália, que se tornaria um dos países mais atingidos pela pandemia.

Por meio de uma carta, Tursi agradeceu a todos os enfermeiros que trabalharam na linha de frente contra a Covid, "arriscando a própria vida pelo bem de nossos conterrâneos". "Nada se compara ao rosto de um paciente que ajudamos a curar, ver a vida bater em seus olhos", acrescentou.

Segundo Tursi, os meses de pandemia foram os "mais intensos de sua vida". O "paciente um" de Codogno se chama Mattia Maestri, um maratonista amador que ficou mais de um mês internado para se curar da Covid. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA