Região italiana quer aplicar 3ª dose de vacina anti-Covid em setembro

Questão ainda está sendo discutida pelo governo nacional

Ampolas de vacinas anti-Covid na Itália
Ampolas de vacinas anti-Covid na Itália (foto: ANSA)
11:35, 08 JunANCONA ZLR

(ANSA) - A região de Marcas, no centro da Itália, quer começar a convocar cidadãos para uma terceira dose de vacinas anti-Covid na última semana de setembro, embora o próprio governo nacional ainda esteja discutindo o assunto.

Segundo o secretário regional de Saúde, Filippo Saltamartini, a convocação começaria pelos profissionais da saúde, que foram a primeira categoria a ser imunizada, a partir do fim de dezembro do ano passado.

Até o momento, a região de Marcas já aplicou a primeira dose em quase 675 mil pessoas, o que significa cerca de 45% de seus 1,5 milhão de habitantes. Aproximadamente 315 mil indivíduos (21%) já estão totalmente vacinados.

Recentemente, o coordenador das ações antipandemia do governo italiano, general Francesco Figliuolo, disse que pode ser necessário aplicar pelo menos "uma dose adicional" de imunizantes anti-Covid, mas a questão ainda não está decidida.

O governo da Itália planeja vacinar 80% da população até o fim de setembro. Até o momento, pouco mais de 22% dos habitantes do país estão totalmente imunizados. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA