Incêndio florestal de grande proporção causa evacuação na Itália

Pelo menos 400 pessoas precisaram deixar suas casas

Pelo menos 400 pessoas precisaram deixar suas casas (foto: ANSA)
14:08, 25 JulROMA ZCC

(ANSA) - Um incêndio florestal de grande proporção atingiu neste domingo (25) o oeste da ilha italiana da Sardenha e forçou a evacuação de pelo menos 400 moradores de Cuglieri, na província de Oristano.

A aérea de Montiferru foi uma das mais afetadas pelas chamas, sendo que os italianos que precisaram deixar suas casas são da aldeia Scano. Até o momento não há relatos sobre vítimas.

O prefeito da região, Antonio Flore, improvisou um centro de arrecadação e acolhimento no ginásio municipal, enquanto as autoridades tentam controlar o fogo, que continua avançando em direção às montanhas entre Santu Lussurgiu e Macomer.

Segundo o diretor-geral da Defesa Civil da Sardenha, Antonio Belloi, bombeiros, helicópteros do Exército italiano e sete aviões Canadair estão tentando apagar as chamas que, de acordo com a primeira estimativa, já queimou cerca de 10 mil hectares de território.

Além disso, outras 11 aeronaves estão a caminho da Sardenha. As condições meteorológicas, no entanto, não estão ajudando, devido ao vento forte.

A Defesa Civil ativou o Mecanismo Europeu de Proteção Civil para pedir a outros países da União Europeia (UE) que enviem aviões para a Itália que possam ajudar a apagar o incêndio. O chefe do departamento, Fabrizio Curcio, montou uma unidade de crise e está acompanhando a situação com as autoridades locais.

O ministro das Relações Exteriores da Itália, Luigi Di Maio, anunciou que está em contato com Curcio e duas aeronaves serão disponibilizadas pela França.

A Confederação Nacional dos Cultivadores Diretos (Coldiretti) classificou o incêndio como uma "catástrofe" e falou de consideráveis danos à agricultura.

O incêndio é investigado pelas autoridades italianas e toda apuração será enviada ao Ministério Público de Oristano. Há dois dias, um carro foi incendiado em Bonarcado, mas o fogo foi extinto. No entanto, uma nova queimada foi registrada ontem a noite no mesmo território. Os agentes florestais querem entender a causa da tragédia. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA