Comunidades estão 'de joelhos' após incêndios, diz governador italiano

Chamas devastaram bosques inteiros na Sardenha

Destruição provocada por incêndios na Sardenha
Destruição provocada por incêndios na Sardenha (foto: ANSA)
07:31, 27 JulCAGLIARI ZLR

(ANSA) - O governador da região italiana da Sardenha, Christian Solinas, afirmou nesta segunda-feira (26) que comunidades inteiras estão "de joelhos" por causa dos incêndios florestais que atingiram a ilha no último fim de semana.

As chamas se espalharam por uma área de 20 mil hectares no oeste da região e provocaram a evacuação de cerca de mil pessoas, além de danos ambientais que ainda estão sendo contabilizados pelas autoridades locais.

"Foi um prejuízo incalculável que colocou de joelhos comunidades inteiras e seu tecido produtivo e social. Bosques inteiros foram completamente destruídos, casas e empresas foram devastadas, um grande número de cabeças de gado morreu no fogo", disse Solinas.

Mais de 20 veículos aéreos, incluindo quatro aviões de combate a incêndios enviados por França e Grécia, ajudam nas operações de rescaldo. Segundo a Coldiretti, principal associação de agricultores da Itália, serão necessários pelo menos 15 anos para reconstruir os bosques devastados.

Em Cuglieri, uma oliveira de mais de mil anos foi completamente queimada pelas chamas. A planta tinha 10 metros de circunferência e 16 de altura e estava no elenco de "árvores monumentais" elaborado pelo Ministério da Agricultura.

As autoridades ainda estão em alerta para possíveis novos focos de incêndio nos próximos dias. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA