Itália receberá doses da Pfizer para completar campanha de vacinação até 30/9

Campanha de vacinação noturna em Gênova
Campanha de vacinação noturna em Gênova (foto: ANSA)
09:17, 29 JulROMA ZCC

(ANSA) - A Itália receberá, a partir da segunda semana de agosto, mais um milhão de doses da vacina anti-Covid da Pfizer, quantidade que permitirá a conclusão da campanha nacional de imunização até 30 de setembro.

O anúncio foi feito pelo Palazzo Chigi, sede do governo italiano nesta quarta-feira (28), após um acordo ser alcançado "graças a uma conversa frutífera entre o primeiro-ministro Mario Draghi e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen".

"Estas doses adicionais permitirão à estrutura comissária do general [Francesco] Figliuolo completar com segurança a campanha de vacinação até 30 de setembro", explicou o comunicado.

A campanha de vacinação na Itália foi lançada no dia 27 de setembro de 2020. O governo estabeleceu a meta de imunizar 80% da população e alcançar a imunidade coletiva até o final de setembro.

Até o momento, já foram aplicadas 66,8 milhões de vacinas anti-Covid no país, sendo que 31,2 milhões de pessoas, 52,3% da população (57,7% da população vacinável), tomaram as duas doses da AstraZeneca, da Pfizer ou da Moderna ou a dose única da Janssen e concluíram o ciclo de imunização. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA