Homem admite ter furtado raspadinha premiada de idosa na Itália

Bilhete vale prêmio de 500 mil euros

Entrada da tabacaria onde ocorreu furto de raspadinha
Entrada da tabacaria onde ocorreu furto de raspadinha (foto: ANSA)
12:45, 08 SetNÁPOLES ZLR

(ANSA) - Após ter jurado inocência, o homem acusado de furtar uma raspadinha premiada de 500 mil euros (cerca de R$ 3,1 milhões) de uma idosa na Itália disse que se arrependeu do crime.

Gaetano Scutellaro, 57 anos, está em prisão preventiva por suspeita de furto agravado e tentativa de extorsão e, segundo seu advogado, Vincenzo Strazzullo, "entendeu que errou".

"Ele se arrependeu e se desculpou com todos por aquilo que fez. Em lágrimas, pediu perdão para a idosa", declarou Strazzullo. O caso ocorreu em 2 de setembro, quando uma mulher de 69 anos comprou duas cartelas da raspadinha "Gratta e Vinci" em uma tabacaria de Nápoles, sendo que uma delas tinha um prêmio de meio milhão de euros.

A senhora então avisou um funcionário da tabacaria, que repassou a cartela para Scutellaro, dono da loja. O comerciante, contudo, teria se apossado da raspadinha e fugido de moto.

Ele foi preso no último domingo (5), enquanto tentava fugir para Tenerife, na Espanha, e o bilhete premiado estava escondido em um banco. Scutellaro tem audiência marcada para esta quinta-feira (9), quando deve confessar o crime perante um juiz.

Em entrevista a sites italianos nos últimos dias, o comerciante chegou a dizer que era inocente e que o bilhete premiado era seu, não da idosa. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA