Itália faz operação contra pizzarias que fraudavam ingredientes

Chamada de 'Margherita', ação atingiu 7 grandes restaurantes

Pizzarias foram alvo de operação policial
Pizzarias foram alvo de operação policial (foto: )
11:11, 21 OutROMA ZGT

(ANSA) - Uma operação da polícia italiana atingiu sete pizzarias, inclusive algumas redes famosas, nesta quinta-feira (21) porque os restaurantes alegavam usar produtos frescos e com origem reconhecida, mas não os utilizavam.

Todos os donos foram acusados de fraude e terão que pagar multas individuais que chegam a 18,3 mil euros (cerca de R$ 120 mil).

Além disso, foram apreendidos cerca de 20 quilos de diversos produtos alimentares.

Chamada de "Margherita", a operação envolveu militares do Departamento para Tutela Agroalimentar (RAC) de Turim, Parma, Roma, Salerno e Messina. Apesar de não divulgar os nomes dos locais investigados, os policiais informaram que todos são "muito famosos e têm grande circulação de pessoas".

Os agentes foram aos estabelecimentos investigados para analisar a veracidade e a lealdade das informações prestadas aos consumidores sobre os ingredientes usados nas pizzas.

Em alguns casos, os policiais constataram que os cardápios apresentavam informações sobre o uso de produtos frescos, mas que na verdade eles eram congelados. Outro ponto é que as pizzarias diziam usar produtos com os selos de certificação de indicação geográfica protegida (IGP) ou de denominação de origem protegida (DOP), mas na verdade utilizavam produtos comuns.

A operação ainda verificou que havia falta de informações sobre substâncias que podem causar alergias nos pratos e a falta de possibilidade de rastrear alguns dos ingredientes usados nas pizzas. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA