Presidente da Itália visita Argélia e defende colaboração entre UE e África

Na Argélia, Mattarella defende colaboração entre UE e África
Na Argélia, Mattarella defende colaboração entre UE e África (foto: ANSA)
16:00, 06 NovARGEL ZCC

(ANSA) - Durante visita à Argélia, o presidente da Itália, Sergio Mattarella, disse neste sábado (6) que a Europa e a África devem aumentar a sua colaboração "sincera e eficaz", principalmente na administração da crise migratória.

"O fenômeno da migração deve ser administrado para o bem de todos. Caso contrário, nossas razões humanitárias e nossos sistemas estatais serão sobrecarregados", disse o mandatário ao jornal argelino Libertè.

"Para fazer isso, devemos abordar as causas profundas da migração, em particular a instabilidade e a insegurança em algumas áreas da África, que requerem soluções políticas e sustentáveis e o desenvolvimento econômico e social, condição essencial para garantir oportunidades às novas gerações", acrescentou.

Acompanhado do chanceler italiano, Luigi Di Maio, Mattarella chegou ao palácio presidencial El Mouradia, em Argel, onde a delegação italiana foi recebida pelo mandatário da Argélia, Abdelmadjid Tebboune.

"A Itália está pressionando pela colaboração com os países do outro lado do Mediterrâneo, que são a porta de entrada para a colaboração entre a UE e a África.

Mattarella ressaltou que pensa "que o futuro da África e da UE é necessariamente comum e, neste contexto, a Argélia tem um papel decisivo". O líder italiano ainda enfatizou que "a relação feliz entre a Argélia e a Itália pode ser inspiradora" .

"Pretendemos intensificar o nosso diálogo" com a Argélia "também através da quarta cúpula intergovernamental que espero que aconteça em breve, para desenvolver a nossa colaboração em todas as formas possíveis", acrescentou Mattarella.

Tebboune, por sua vez, disse estar "muito feliz" por encontrar com Mattarella e explicou que ambos concordaram em todas as questões discutidas.

"Falamos de colaboração econômica sabendo que a economia italiana se baseia nas PME e esta é a nossa ambição. Por isso estamos otimistas e esperamos que o comitê ítalo-argelino possa levar a resultados positivos. Enviamos dois ministros à Itália que discutiram indústria e start-ups", finalizou o líder da Argélia. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA