Presidente italiano volta a pedir cautela na luta contra a Covid

Nova onda da pandemia tem feito números subirem no país

Presidente italiano volta a pedir cautela na luta contra a Covid
Presidente italiano volta a pedir cautela na luta contra a Covid (foto: ANSA)
18:46, 09 NovROMA ZCC

(ANSA) - O presidente da Itália, Sergio Mattarella, alertou nesta terça-feira (9) que "o tempo da responsabilidade ainda não acabou" e, por isso, é preciso manter medidas protetivas contra a pandemia de Covid-19.

Durante discurso para a 38ª Assembleia da Associação Nacional das Prefeituras Italianas (Anci), o líder italiano lembrou que "graças às vacinas e ao sentido de responsabilidade e respeito pelos outros e às regras de quase todos os cidadãos", o país conseguiu "ultrapassar a curva mais árdua".

"Mostramos sabedoria e vontade de recuperar. Fez-se um excelente trabalho. Agora é necessário prevenir e contrariar as novas e perigosas armadilhas que advêm das novas infecções. O tempo da responsabilidade ainda não acabou", alertou.

Segundo Mattarella, que foi recebido pelo presidente da Anci, Antonio Decaro, prefeito de Bari, sob aplausos, a campanha de vacinação e as medidas restritivas anti-Covid fizeram a Itália reconquistar "espaços importantes de normalidade, de liberdade", e ficar "encaminhada para um novo caminho, onde seja possível voltar a planejar, construir e operar para um futuro melhor, mesmo no que diz respeito ao que existia antes do início da pandemia, como o demonstra a tendência da nossa economia".

"As instituições municipais deram respostas às pessoas e empresas, às famílias e às atividades econômicas em apuros, e agora as acompanham no recomeço, apresentando desequilíbrios antigos que se agravaram e surgiram novas linhas de fratura", explicou.

Para o presidente italiano, "os municípios contribuíram para uma resposta das instituições e do país, uma resposta que tem se tornado cada vez mais convergente ao longo dos meses.

"A solidariedade tem se mostrado, bem como uma valor civil de primeira grandeza, força essencial para o progresso. A estrutura institucional italiana, com as suas tradições municipais, revelou-se preciosa", acrescentou.

Durante o pronunciamento, Mattarella também agradeceu os prefeitos e disse que a "dedicação diária" deles "foi decisiva diante da crise que o nosso país teve de enfrentar, aliada ao empenho dos trabalhadores da saúde".

"Uma prova difícil, em muitos momentos dramáticos, que evidenciou a capacidade de coesão da nossa sociedade. Gostaria, aqui, de expressar uma memória e dirigir um pensamento de agradecimento aos gestores locais que perderam a vida ao lado dos seus concidadãos afetados pelo vírus", finalizou o chefe de Estado.

A Itália, assim como outros países da Europa, está enfrentando uma nova onda da pandemia de Covid, já que tem visto os números de casos e mortes na emergência sanitária subirem nos últimos dias. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA