Itália e Brasil fecham acordos de cooperação científica e tecnológica

Assinatura na Embaixada da Itália em Brasília do primeiro Programa Executivo de Cooperação Científica e Tecnológica
Assinatura na Embaixada da Itália em Brasília do primeiro Programa Executivo de Cooperação Científica e Tecnológica (foto: Foto / Divulgação )
15:44, 20 NovSÃO PAULO ZCC

(ANSA) - O embaixador italiano em Brasília, Francesco Azzarello, e o presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), Odir Antônio Dellagostin, assinaram o primeiro programa executivo de cooperação Científica e Tecnológica entre Itália e Brasil.

O acordo prevê a realização de nove projetos de pesquisa, em conjunto por pesquisadores italianos e brasileiros, nas áreas de inteligência artificial, ciências básicas, doenças transmissíveis, geração de energia a partir de fontes renováveis, nutrição e doenças metabólicas, agricultura de precisão, ciências espaciais, produção sustentável e uso de minerais estratégicos.

Todas as iniciativas serão co-financiadas pelo Ministério das Relações Exteriores e Cooperação Internacional da Itália e pelas agências de diversos estados brasileiros.

"Este importante acordo fortalece ainda mais a já intensa colaboração entre os dois países no setor científico", destacou Azzarello em nota, na qual agradece também o adido científico Fabio Naro.

"Ainda temos muito que trabalhar juntos e faremos isso graças ao desejo comum de fortalecer a cooperação, ao mesmo tempo em que exploramos as novas fronteiras da ciência", concluiu o embaixador. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en