Vacinação semanal contra Covid bate recorde na Itália

No entanto, primeiras doses respondem por só 10% do total

Fila para vacinação em Turim, norte da Itália
Fila para vacinação em Turim, norte da Itália (foto: ANSA)
14:32, 17 JanROMA ZLR

(ANSA) - A Itália bateu recorde de vacinação contra a Covid na semana passada, com quase 4,6 milhões de imunizantes aplicados entre os dias 9 e 15 de janeiro.

Os dados foram divulgados pelo governo italiano nesta segunda-feira (17), após a primeira semana de obrigatoriedade de vacinação para maiores de 50 anos e de exigência de imunização ou cura recente para frequentar cinemas, restaurantes, eventos esportivos e transportes públicos.

Foram aplicadas exatas 4.563.748 doses entre 9 e 15 de janeiro, superando o recorde da semana anterior, que era de 4.061.600. No entanto, quase 90% das pessoas vacinadas na semana passada tomaram a segunda ou terceira dose, ou seja, já tinham alguma cobertura.

Apenas 542 mil indivíduos iniciaram a imunização, sendo que a metade corresponde a crianças de cinco a 11 anos de idade.

Somente 137 mil novos vacinados na semana passada têm mais de 50 anos, faixa etária que ainda conta com mais de 2 milhões de pessoas sem cobertura vacinal.

Atualmente, pouco menos de 80% da população da Itália já está com o primeiro ciclo de imunização concluído, o que impediu que a onda sem precedentes de casos provocada pela variante Ômicron se traduzisse em internações e óbitos na mesma velocidade.

Além disso, 45% das pessoas já tomaram a dose de reforço. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA