Esteticista brasileira é investigada por morte de italiana

Samantha Migliore morreu após fazer procedimento nos seios
Samantha Migliore morreu após fazer procedimento nos seios (foto: Ansa)
15:11, 26 AbrROMA ZCC

(ANSA) - O Ministério Público de Modena abriu uma investigação contra uma transexual brasileira, 50 anos, suspeita de ter realizado um procedimento estético na italiana Samantha Migliore, que faleceu após a intervenção nos seios.

Nascida em Salvador, na Bahia, a suposta esteticista usa o nome artístico Pamela Andress e foi contatada por Samantha pelas redes sociais para fazer um tratamento nas mamas com algumas injeções, pelo valor de 1,2 mil euros. No entanto, logo depois do retoque, a italiana começou a passar mal e foi levada para o hospital, onde não resistiu.

"Tentei dizer a ela para não fazer esse tratamento, mas ela ficou feliz e me disse para ficar calmo", relatou o marido da vítima, Antonio Bevilacqua, com quem se casou após sofrer violência e tentativa de feminicídio em seu relacionamento anterior.

A italiana foi atendida em sua própria residência, onde Pamela levou grandes seringas e potes de alumínio, parecidos com os usados para guardar comida, para colocar algo que o marido da vítima chamou de "silicone". Poucos minutos depois, porém, ela gritou e pediu ajuda por se sentir mal.

Ainda com as seringas nos seios, Samantha perdeu a consciência e foi levada para o hospital em Baggiovara. "Em poucos minutos ela morreu em meus braços", acrescentou o companheiro, dizendo que a brasileira fugiu do local.

Samantha é mãe de cinco filhos e faleceu no último dia 21 de abril em Maranello. A autópsia determinará se a vítima sofreu um choque anafilático durante o tratamento, cuja recomendação é não ser feito em ambientes domésticos.

As autoridades italianas investigam a transexual por exercício abusivo da profissão, omissão de resgate e morte em decorrência de outro crime. Ela é organizadora de eventos profissionais e estilista, mas diz que é habilitada para fazer procedimentos estéticos.

"Minha cliente está chateada e não é verdade que ela fugiu.Quando a senhora se sentiu mal ela estava lá, mesmo quando a ambulância foi chamada, ela só saiu depois, ela ficou com medo. Então, ontem de manhã, ele leu na internet que a senhora havia morrido e depois se apresentou", explicou o advogado de defesa Francesco Andriulli. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA