Charuto toscano voltará a ser feito de forma manual

Objetivo é colocar 500 mil unidades no mercado em 2015

20:37, 19 NovSAN GIUSTINO ZLR

(ANSA) - A partir do próximo dia 24 de novembro, graças à iniciativa de um empreendedor local, a Itália voltará a produzir o famoso charuto toscano de maneira totalmente artesanal. O responsável pelo projeto é Gabriele Zippilli, que formou uma companhia de capital inteiramente italiano para apostar na tradição agrícola do país.
    "Já contratamos e formamos oito fabricantes de charuto e, no dia 24, após uma burocracia enorme, iniciaremos uma produção completamente manual, tanto no campo como na transformação", declarou o empresário. Segundo ele, as atividades serão realizadas em uma planta de 4 mil m² abastecida apenas por energia renovável.
    A produção será feita na cidade de San Giustino, que fica na região da Úmbria, mas pertinho da divisa com a Toscana. "Tem um pouco de magia em fazer um produto agrícola, sem aditivos", acrescentou Zippilli.
    Chamado "Mastro Tornabuoni", o produto terá uma "tiragem" de 500 mil unidades em 2015, e as primeiras devem chegar ao mercado em junho. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA