Chef Gino Sorbillo assina receita da 'Barbie Pizzaiola'

Boneca foi criada pelo "Dream Gap Project" da Mattel

Chef Gino Sorbillo assina receita da 'Barbie Pizzaiola'
Chef Gino Sorbillo assina receita da 'Barbie Pizzaiola' (foto: EPA)
12:38, 09 NovMILÃO ZBF

(ANSA) - A fabricante de brinquedos Mattel criou a Barbie Pizzaiola, a última versão da famosa boneca tão querida pelas crianças. O modelo foi idealizado pelo "Dream Gap Project" da própria marca, que incentiva as meninas a fazerem ou serem tudo aquilo que sonharem.

Para celebrar a boneca, a Mattel fez uma parceria na Itália com um dos maiores chefs italianos, o Gino Sorbillo. Embaixador da pizza napoletana no mundo, ele foi o anfitrião de um evento em Milão ontem (8) em homenagem à boneca.

Junto com a sua filha Ludovica, que assinou a primeira pizza inspirada na Barbie, Sorbillo criou uma receita especial à base de ricota e molho de tomate, com adição de fiordilatte e basilico, a fim de criar uma coloração rosa especial.

Toda essa história, na verdade, começou quando Ludovica expressou o desejo de assumir o lugar do pai por um dia. A experiência foi toda registrada pela equipe da Mattel, e a menina pôde cuidar do histórico restaurante da via Dei Tribunali, em Nápoles, com a ajuda de suas amigas.

As pequenas anotaram os pedidos, fizeram a massa, cozinharam as pizzas e serviram a clientela para a ocasião, seguindo fielmente as diretrizes de Gino Sorbillo.

"Talvez uma Barbie Pizzaiola possa representar para as meninas de hoje, mulheres de amanhã, a chave de acesso a um mundo ainda inexplorado", afirmou o pizzaiolo. "Tenho duas filhas que sempre brincaram de Barbie", revelou.

Pesquisas mostram que, a partir dos 5 anos de idade, meninas deixam de se considerar brilhantes e iniciam a perder confiança em suas capacidades. Estereótipos culturais, preconceitos implícitos e representações midiáticas reforçam essa problemática. Por isso, o projeto "Dream Gap" oferece recursos e suporte às meninas para que acreditem nelas mesmas. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA