Coliseu aumentará valor de ingressos a partir de novembro

Bilhete de entrada 'básico' passará de 12 para 16 euros

Coliseu aumentará valor de ingressos a partir de novembro
Coliseu aumentará valor de ingressos a partir de novembro (foto: ANSA)
18:48, 11 MarROMA ZRS

(ANSA) - A diretoria do Parque Arqueológico do Coliseu, um dos pontos turísticos mais visitados da Itália, anunciou nesta segunda-feira (11) que o valor do bilhete de entrada passará de 12 euros para 16 euros.

As alterações dos valores e do novo esquema de ingressos entrarão em vigor a partir do dia 1º de novembro.

Anteriormente, o bilhete "básico", que inclui passeios no Coliseu, no Fórum Romano e no Palatino, custava 12 euros. No entanto, com as mudanças, o ingresso passará a custar 16.

Já o bilhete "super", também custará 16 euros, mas ele não dá o direito do turista visitar o Coliseu. O bilhete contempla apenas o Fórum Romano, o Palatino e outras atrações, como a Casa de Augusto e a igreja romana Santa Maria Antiqua, por exemplo.

Além disso, a partir de novembro também será criada a entrada "experiência completa", que poderá ser adquirida por 22 euros. Este ingresso terá validade de dois dias e contempla a visitação em todos os ambientes do Parque Arqueológico.

"Queremos alinhar o preço com as comparações e expectativas do público, mas também para frear todas as operações ilegais, que são favorecidas por um preço muito baixo. Por exemplo, durante a Semana dos Museus, tivemos até 21 mil visitantes por dia e várias tentativas de enganar as pessoas tentando vender o ingresso, que era gratuito", disse Alfonsina Russo, diretora do Coliseu.

Além disso, ela revelou que 60 milhões de pessoas visitaram o Coliseu nos últimos 10 anos, o equivalente a 0,8% da população mundial. De acordo com a diretora, o Parque é o "quarto local cultural mais visitado do mundo", além de ser "a maior atração cultural da Itália".

Por fim, Alfonsina informou que em número de visitações, o Coliseu só fica atrás do Museu do Louvre, em Paris, da Grande Muralha da China e do Museu Nacional de Pequim.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA