Restaurante promove 'Festival da Polenta' em São Paulo

Evento acontece no Piazza Zini e celebra tradicional prato italiano

O
O "carro-chefe" será a polenta "tricolore" para homenagear as cores da bandeira italiana (foto: Foto / Divulgação )
16:50, 20 AgoSÃO PAULO ZCC

(ANSA) - O restaurante Piazza Zini, na zona norte de São Paulo (SP), promove no próximo fim de semana seu Festival da Polenta, que reunirá diversas versões desse tradicional prato da gastronomia italiana.

O evento contará com polenta cremosa, frita e assada, com acompanhamentos que variam entre polpetone, bife parmigiana ou à milanesa.

O "carro-chefe" do festival será a polenta "tricolore", servida com molho pesto (verde), quatro queijos (branco) e bolonhesa (vermelho) para homenagear as cores da bandeira italiana.

A palavra "polenta" vem do latim "puls-pultae", que significa creme de vegetais. A importância do alimento aparece até na célebre enciclopédia "História Natural", do naturalista romano Plínio, o Velho (23-79 d.C.), que dizia: "Pulte autem, non pane, vixisse longo tempore Romanos manifestum". Ou seja, "Da polenta, e não do pão, viveram os romanos por longo tempo".

Com a chegada do milho da América na Europa por meio de Cristóvão Colombo, o termo "polenta" passou a designar um creme feito a partir deste cereal e que, devido à sua simplicidade, seria fundamental contra a fome das populações do velho continente.

Assim como outros pratos, a polenta chegou ao Brasil com a grande imigração italiana e, após ter sido ignorada como "alimento pobre", caiu nas graças do paladar nacional.

Restaurante -

O Piazza Zini é o restaurante da empresa de origem italiana Zini Alimentos, que produz massas frescas, polentas, farinhas para empanar, fibras de trigo e molhos, com foco em food service e cozinhas de grande escala.

Um dos carros-chefes da empresa é a polenta pronta e pré-cozida Lunella, que pode ser conservada fora da geladeira por até seis meses e tem baixo teor calórico (80 kcal/100 gramas). "Todos sabem que, na moderna alimentação de massa, reduzir os custos é absoluta necessidade. Os efeitos pós-pandemia ampliaram esta demanda, e até os restaurantes mais renomados deverão se adaptar a esta nova realidade", diz o fundador e proprietário da Zini Alimentos no Brasil, Enrico Vezzani.

A Lunella pode ser preparada no forno, na água quente (imergindo a embalagem), no micro-ondas, frita e até ser servida fria, como aperitivo. "Muitos restaurantes na Itália utilizam a Lunella na falta de alguma verdura que acompanha carnes ou peixes. Mantendo alguns quilos de Lunella na prateleira em temperatura ambiente, se remedia qualquer dificuldade de estoque", acrescenta.
 

Este e outros produtos da Zini também são vendidos no "Mercatino", loja de fábrica para o consumidor final, e no "Mercatone", serviço de atacado que funciona 24 horas, sete dias por semana. Ambos ficam no mesmo espaço do restaurante Piazza Zini, no bairro do Limão.

Fundada em Milão, na década de 1950, a Zini Alimentos está presente no Brasil desde 1992. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA