3 parques italianos entram em 'lista verde' da IUCN

Organização reúne informações globais de 84 países

Imagem do Parque do Arquipélago Toscano, nas províncias de Grosseto e Livorno
Imagem do Parque do Arquipélago Toscano, nas províncias de Grosseto e Livorno (foto: Ansa)
15:44, 21 AbrROMA ZRS

(ANSA) - Três parques italianos marcaram presença na "lista verde" elaborada pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês).

Os parques do Arquipélago Toscano e das Florestas Casentinesi são as grandes novidades da classificação da organização. Já o Gran Paradiso renovou sua presença na lista pela terceira vez desde 2014.

A novidade foi anunciada pela Federação Italiana dos Parques e das Reservas Naturais (Federparchi) e pela Federação da Natureza e Parques Nacionais da Europa (Europarc). As duas entidades ainda acrescentaram que parques franceses, suíços e sul-coreanos também entraram na chamada "lista verde".

De acordo com informações da IUCN, a quantidade de parques naturais dentro da "lista verde" chegou a 59, distribuídos em 16 países diferentes.

Giampiero Sammuri, presidente da Federparchi e do Arquipélago Toscano, declarou que está "orgulhoso" de ter recebido o reconhecimento.

"Muito orgulhoso desse resultado, tanto para o parque que presido como para os outros dois. A Federparchi segue o processo de certificação e acompanha as áreas protegidas no complexo processo de obtenção desta prestigiosa certificação", destacou o líder do parque marinho localizado nas províncias de Grosseto e Livorno.

O ministro da Transição Ecológica, Roberto Cingolani, afirmou que a Itália é um país de "natureza magnífica", além de destacar que a nação "sabe valorizar este precioso recurso".

Cingolani também revelou que diversos outros parques italianos já iniciaram o processo de inscrição na "lista verde" da IUCN.

O presidente do Parque Nacional Gran Paradiso, Italo Cerise, comentou que as melhorias da conservação e do desenvolvimento sustentável do local continuará.

"O caminho percorrido pelo parque nas melhoras de suas atividades de conservação e no desenvolvimento sustentável continuará. Estar na 'lista verde' traz prestígio e abre caminho para outros parques nacionais", destacou o chefe do parque localizado no Vale de Aosta.

A "lista verde" da IUCN busca reconhecer as principais áreas naturais e incentiva os líderes destes locais a melhorar sua gestão. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA