Festival de Veneza terá painel sobre crise no Afeganistão

Bienal ocorrerá entre os dias 1ª e 11 de setembro

Festival de Veneza terá painel sobre crise no Afeganistão
Festival de Veneza terá painel sobre crise no Afeganistão (foto: EPA)
15:45, 28 AgoVENEZA ZCC

(ANSA) - A 78ª edição do Festival de Veneza, que acontece entre os dias 1º e 11 de setembro, realizará um painel sobre a crise deflagrada no Afeganistão, com particular atenção à situação dos cineastas e dos artistas afegãos, após a ascensão do Talibã.

O debate, primeira iniciativa da Bienal dedicada a estes temas, ocorrerá no próximo sábado (4), às 15h (horário local), na sala de imprensa do Palazzo del Casinò, na costa da cidade da região do Vêneto.

A diretora afegã Sahraa Karimi, a primeira mulher presidente da Afghan Film Organization e autora do recente apelo para conscientizar a mídia, governos e organizações humanitárias mundiais sobre as condições de seu país, está entre os participantes.

O painel será moderado pelo jornalista Giuliano Battiston, que desde 2007 se dedica ao Afeganistão fazendo viagens, pesquisas e ensaios, e contará com a participação da documentarista afegã Sahra Mani e os membros do conselho da 'Coalizão Internacional para Cineastas em Risco (ICFR), Vanja Kaludjercic (diretora artística do Festival Internacional de Cinema de Rotterdam), Orwa Nyrabia (diretora artística do Festival Internacional de Documentários de Amsterdã), Mike Downey (presidente da European Film Academy) e Matthijs Wouter Knol (diretor executivo da European Film Academy).

O objetivo é discutir a dramática situação de cineastas e artistas afegãos em geral, a necessidade de criação de corredores humanitários e a garantia da concessão do status de refugiados políticos, bem como a preocupação com o futuro e a necessidade de prover alojamentos para os afegãos que chegarem à Europa. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA