Itália está 'otimista' sobre análise da UE contra 'prosecco' croata

Itália está otimista sobre análise da UE contra prosecco croata
Itália está otimista sobre análise da UE contra prosecco croata (foto: ANSA)
12:11, 18 SetFLORENÇA ZCC

(ANSA) - O ministro das Políticas Agrícolas, Alimentares e Florestais da Itália, Stefano Patuanelli, afirmou neste sábado (18) que está "decididamente otimista" sobre a avaliação negativa da União Europeia para o vinho espumante croata Prosek, que "imita" o tradicional Prosecco italiano.

"Os motivos pelos quais foi proibido o uso do nome Tocai em nosso país serão idênticos à razão pela qual a UE irá proibir a Croácia de usar o Prosek", disse o italiano durante a coletiva de imprensa final do G20 da Agricultura, em Florença.

A declaração foi dada após a Itália realizar uma série de protestos, alegando que a bebida é uma cópia do Prosecco e que o reconhecimento com um selo de indicação geográfica protegida (IGP) era algo "absurdo".

"O comissário lembrou acertadamente que não houve fase de decisão da comissão. Ele admitiu a questão, mas não agiu quanto ao mérito da questão. Nós ativamos uma mesa técnica", explicou.

A princípio, o espumante croata Prosek deveria ter recebido o selo dia 14 de setembro, mas a decisão ainda não foi publicada na Gazeta Oficial do bloco. O governo italiano argumenta que uma decisão da Corte de Justiça já barrou a certificação do champanillo espanhol por considerar que ele era muito semelhante ao Champagne da França.

Além disso, os italianos afirmam que o selo IGP no Prosek pode levar o consumidor "ao engano" na compra.

"A mesa técnico de proteção do Prosecco nos levará a fazer contra deduções muito precisas e estou otimista de que não haverá caminho danoso para a denominação de origem mais importante vitivinícola em quantidade e valor acrescentado", concluiu Patuanelli. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA