ANP vai a Haia e acusa Israel de crimes de guerra

Chanceler palestino apresentou documentos com evidências

Guerra em Gaza em 2014 custou a vida de mais de 1,4 mil civis palestinos
Guerra em Gaza em 2014 custou a vida de mais de 1,4 mil civis palestinos (foto: EPA)
18:44, 26 JunSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - A Autoridade Nacional Palestina (ANP) apresentou no Tribunal Penal Internacional (TPI), localizado na cidade holandesa de Haia, evidências de crimes de guerra supostamente cometidos por Israel durante o último conflito na Faixa de Gaza, em meados de 2014.
    Nos 51 dias de guerra, mais de 1,4 mil civis palestinos foram mortos - dos quais um terço eram crianças -, segundo dados da comissão das Nações Unidas que investiga os combates. Os documentos foram levados ao TPI pelo ministro das Relações Exteriores Riyad al Maliki, que disse querer apenas "justiça", e não vingança.
    Além disso, a ANP apresentou ao Tribunal denúncias referentes às ocupações israelenses na Cisjordânia e em Jerusalém. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA