Netanyahu acusa Abbas de mentir sobre jovem palestino

Líder da ANP disse que adolescente tinha sido assassinado

Netanyahu também se mostrou aberto a encontro com Abbas
Netanyahu também se mostrou aberto a encontro com Abbas (foto: EPA)
20:24, 15 OutTEL AVIV ZLR

(ANSA) - O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse nesta quinta-feira (15) que o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, mentiu ao afirmar que um jovem de 13 anos havia sido assassinado pela polícia do país judeu.
    Na última quarta (14), Abbas declarou que o adolescente em questão, Ahmed Manasra, tinha sido morto por forças de segurança. No entanto, Tel Aviv divulgou fotos do menino no hospital, provando que ele está vivo. Além disso, Israel o acusa de ter esfaqueado dois judeus.
    "Mahmoud Abbas mente e continua a incitar. O jovem não está morto, está vivo e não é inocente, ele tentou assassinar. Os palestinos se recusam a dizer a verdade", afirmou Netanyahu. Além disso, o primeiro-ministro ressaltou que está aberto a um encontro com o presidente da ANP e outros líderes árabes.
    "Acho que potencialmente seria útil porque pode interromper a onda de instigação. Mas é Abbas quem não quer se encontrar comigo", disse. A tensão entre israelenses e palestinos recomeçou no início de outubro, quando dois judeus foram mortos na frente de seus filhos em um carro na Cisjordânia.
    Desde então, diversos ataques de ambos os lados foram registrados, e já há quem fale em uma terceira intifada (revolta) palestina no Oriente Médio. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA