Moscou anuncia renúncia ao Tribunal Penal Internacional

Governo diz que Haia 'não justificou' esperanças

Segundo Moscou, TPI não 'justificou' esperanças
Segundo Moscou, TPI não 'justificou' esperanças (foto: EPA)
18:26, 16 NovSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - O governo russo renunciou nesta quarta-feira (16) ao Estatuto de Roma do Tribunal Penal Internacional (TPI), que tem sua sede em Haia, na Holanda. O documento, que entrou em vigor em 2002, é a base fundamental do funcionamento do tribunal.

 

Segundo informações da agência russa Sputnik, o presidente Vladimir Putin solicitou que seus funcionários encaminhem a notificação da desistência à Organização das Nações Unidas (ONU).

 

Um comunicado do Ministério das Relações Exteriores informou que o TPI não se tornou uma "entidade independente" e que "não justificou as esperanças" que foram depositadas. Até hoje, os russos não tinham ratificado o Estatuto, assim como os norte-americanos e chineses. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA