Lobby pró-armas fala em restringir kit usado por atirador de Las Vegas

Equipamento ajuda a aumentar poder de fogo de semiautomáticas

Atirador de Las Vegas usou equipamento para aumentar poder de fogo de armas semiautomáticas
Atirador de Las Vegas usou equipamento para aumentar poder de fogo de armas semiautomáticas (foto: EPA)
20:38, 05 OutWASHINGTON ZLR

(ANSA) - A Associação Nacional do Rifle (NRA, na sigla em inglês), entidade que faz o mais poderoso lobby pró-armas dos Estados Unidos, mostrou nesta quinta-feira (5) abertura para negociar uma possível regulamentação de acessórios que aumentam o poder de fogo de armamentos.

Os chamados "bump stocks" foram utilizados pelo atirador Stephen Paddock, autor do massacre do último domingo (1º) em Las Vegas, e servem para transformar armas semiautomáticas em automáticas, que têm venda restrita no país e podem disparar mais de 300 balas por minuto.

O acessório é encontrado facilmente na internet e, na versão mais barata, custa por volta de US$ 100. Nesta quinta, a NRA, que exerce um influente lobby no Congresso norte-americano, pediu para a Casa Branca verificar se os "bump stocks" estão dentro da lei, medida que indica a disposição da entidade em aceitar a regulamentação desse tipo de dispositivo.

Pouco depois, o presidente Donald Trump disse que seu governo está examinando se os "bump stocks" devem ser vetados, e sua porta-voz, Sarah Sanders, "aplaudiu" os "esforços" da associação e garantiu que a Casa Branca quer fazer parte dessa discussão.

A necessidade de discutir possíveis restrições a esses equipamentos também foi destacada pelo presidente da Câmara dos Representantes, o republicano Paul Ryan. "Claramente, é algo que devemos examinar", declarou.

A regulamentação dos "bump stocks" é uma iniciativa modesta, mas representa uma rara abertura do Partido Republicano e da NRA em impor restrições a determinados armamentos nos Estados Unidos, em meio à comoção pelo massacre em Las Vegas, que deixou 59 mortos. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA