Trump quer abolir teto de gastos militares imposto por Obama

Presidente apresentou nova estratégia para segurança nacional

Presidente Donald Trump apresenta nova estratégia para segurança nacional
Presidente Donald Trump apresenta nova estratégia para segurança nacional (foto: EPA)
18:26, 18 DezWASHINGTON ZLR

(ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta segunda-feira (18) sua nova estratégia para a segurança nacional, que derruba o limite aos gastos militares imposto pelo seu antecessor, Barack Obama.

O teto havia sido aprovado pelo Congresso durante o mandato do democrata, mas foi chamado por Trump de um "danoso sequestro da defesa". "Vamos nos desfazer dele", garantiu o magnata republicano.

Sua estratégia para a segurança nacional também prevê a construção do muro na fronteira com o México, que ainda está longe de sair do papel, e a abolição do sistema de "loteria de vistos", que sorteia permissões de residência para imigrantes ilegais.

"A América está voltando a ser forte", disse Trump, repetindo o slogan de sua campanha eleitoral: "America first" ou, em português, "América primeiro". Além disso, o presidente definiu Rússia e China como "competidoras" determinadas a "reforçar seus exércitos e a controlar informações e dados para reprimir suas sociedades e expandir sua influência".

Segundo Trump, Moscou e Pequim são potências "revisionistas" que tentam mudar o "status quo", frequentemente em detrimento dos interesses dos EUA. O republicano ainda citou a tensão com a Coreia do Norte e disse que "não há outra escolha" que não seja "cuidar desse desafio".

Por outro lado, o presidente não mencionou as denúncias de interferência da Rússia nas eleições norte-americanas de 2016 - supostamente em seu próprio benefício - e deixou de reconhecer as mudanças climáticas como uma ameaça à segurança nacional, revertendo mais uma política de Obama. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA