1º caso de coronavírus em Malta é detectado em italiana

Menina de 12 anos estava passando férias no norte da Itália

Italiana usando uma máscara na cidade de Milão, na Lombardia
Italiana usando uma máscara na cidade de Milão, na Lombardia (foto: ANSA)
11:30, 07 MarVALETA ZRS

(ANSA) - O primeiro caso do novo coronavírus (Sars-CoV-2) de Malta foi detectado neste sábado (7) em uma menina italiana de 12 anos de idade, informou o ministro da Saúde do país, Chris Fearne.

A garota e sua família moram em Malta e voltaram nesta terça-feira (3) de suas férias na região do Trentino-Alto Ádige, no norte da Itália. A menina, que não teve seu nome identificado, começou a ficar doente dois dias depois.

Para evitar a disseminação da doença, ela e toda a sua família estão em quarentena no pequeno país europeu.

"Seus contatos com outras pessoas têm sido mínimos. A menina não foi à escola e seus pais não foram trabalhar, além de não terem deixado sua casa", explicou Fearne, citado pelo jornal "Times".

O ministro ainda destacou que a menina está sendo tratada e que tudo "está indo bem".

Até o momento, as medidas de contenção permanecem inalteradas no país, que pede quarentena voluntária apenas para pessoas de países asiáticos e de quatro regiões do norte da Itália.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA