Governo da França veta uso de hidroxicloroquina contra Covid

Anúncio vem após recomendação do Conselho Nacional de Saúde

Hidroxicloroquina só poderá ser usada nos testes em andamento nos hospitais da França
Hidroxicloroquina só poderá ser usada nos testes em andamento nos hospitais da França (foto: AFP)
07:42, 27 MaiPARIS ZGT

(ANSA) - O governo da França vetou nesta quarta-feira (27) o uso da hidroxicloroquina no tratamento de pessoas que contraíram o novo coronavírus (Sars-CoV-2) fora de testes clínicos realizados em hospitais.

O anúncio vem após a recomendação do Conselho Nacional para a Saúde Pública de suspender o tratamento com a droga de maneira ampla e da Agência Nacional de Remédios (ANSM) informar que não faria novos testes com o medicamento até "uma nova avaliação global dos riscos/benefícios".

No momento, a França realiza 16 testes clínicos com a hidroxicloroquina e, segundo a ANSM, eles serão concluídos normalmente.

A medida foi tomada após o maior estudo com a droga, que envolveu 96 mil pacientes, ter sido publicado no dia 22 de maio pela revista científica "The Lancet". A pesquisa mostrou que, além de não trazer benefícios para a cura da Covid-19, o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina aumentava tanto o risco de morte como o de arritmias cardíacas graves.

Na segunda-feira (25), a Organização Mundial da Saúde (OMS) também anunciou a suspensão dos testes com a hidroxicloroquina até que fossem compreendidos os riscos trazidos pela droga no tratamento dos pacientes com o novo coronavírus.

No entanto, a OMS alertou que o uso do remédio para as doenças para o qual foi considerado seguro, incluindo o tratamento de lúpus e da malária, continua liberado normalmente.

Nesta terça-feira (26), a Agência de Remédios da Itália também informou que suspendeu o uso da hidroxicloroquina para além de estudos médicos. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA