OMS suspende pela 2ª vez testes com hidroxicloroquina

Entidade não encontrou evidências benéficas do uso da droga

Testes clínicos com a hidroxicloroquina foram suspensos pela OMS pela segunda vez
Testes clínicos com a hidroxicloroquina foram suspensos pela OMS pela segunda vez (foto: AFP)
17:11, 17 JunROMA ZGT

(ANSA) - Pela segunda vez, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que vai paralisar os testes clínicos com a cloroquina e a hidroxicloroquina em pacientes que contraíram o novo coronavírus (Sars-CoV-2).

O anúncio desta quarta-feira (17) refere-se aos estudos realizados pelo Solidariedade, a iniciativa global em busca de tratamentos para a Covid-19. Segundo a entidade, não há provas de que as drogas reduzam a mortalidade de pacientes.

"Nós finalizamos hoje uma ligação com todos os pesquisadores no ensaio e, com base nas evidências disponíveis, a decisão tomada foi a de parar com o ensaio sobre a hidroxicloroquina", explicou a médica Ana Maria Restrepo.

A médica informou que tanto os testes do Solidariedade como os de outro estudo feito no Reino Unido não encontraram benefícios da droga.

No dia 25 de maio, a OMS anunciou que estava paralisando os testes com os medicamentos após um amplo estudo ser divulgado na revista científica "The Lancet". No entanto, os próprios autores pediram uma retração na pesquisa, já que anunciaram que os dados não estavam completos.

Por isso, no dia 3 de junho, a entidade anunciou a retomada dos estudos, paralisados novamente hoje. Nesse período, porém, as autoridades sanitárias da Itália, França e Estados Unidos anunciaram a revogação do uso da hidroxicloroquina e da cloroquina nos pacientes com Covid-19 por não verem benefícios do uso - além de aumentar o risco de efeitos colaterais graves. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA