Democratas farão convenção menor e transmitida pela internet

Biden irá para Milwaukee, mas delegações devem ficar nos estados

Biden irá para Milwaukee para receber a nomeação do partido
Biden irá para Milwaukee para receber a nomeação do partido (foto: ANSA)
11:30, 25 JunWASHINGTON ZGT

(ANSA) - O Partido Democrata anunciou que fará a sua convenção nacional, em que indicará o ex-vice-presidente Joe Biden como candidato à Presidência, de maneira reduzida e com transmissão online por conta da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Previsto para ocorrer entre 17 e 20 de agosto em Milwaukee, o encontro será realizado no Wisconsin Center e apenas mil assentos serão liberados. Anteriormente, a convenção iria ser realizada no Fiserv Forum, que comporta até 17 mil pessoas. Por causa disso, o pedido é que as caravanas estaduais acompanhem o encontro de maneira online.

Segundo a diretora da campanha de Biden, Jen O'Malley Dillon, o candidato irá a Milwaukee para receber pessoalmente a indicação.

O democrata conquistou a quantidade necessária de delegados para ser o representante do partido pouco depois do único concorrente ainda na disputa, o senador Bernie Sanders, desistir da corrida eleitoral.

Biden é apoiado pelo establishment democrata - e até por conta disso conseguiu superar Sanders nas primárias - e será o rival de Donald Trump na disputa em novembro.

Com a pandemia do novo coronavírus, sendo os EUA o país mais afetado do mundo, e os protestos sobre o racismo na sociedade norte-americana, o ex-vice-presidente aparece com ampla vantagem nas pesquisas de opinião em todo o país - incluindo estados-pêndulos (aqueles que são conhecidos por variar entre os dois partidos a cada eleição).

Segundo um último levantamento, publicado nesta quinta-feira (25) pelo The New York Times/Siena College, os seis estados que deram vitória para Trump em 2016 agora apontam vitória para o democrata: a liderança no Michigan é de 11%, no Wisconsin (11%), na Pensilvânia (10%), Flórida (6%), Arizona (7%) e na Carolina do Norte (9%). (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA